2ª EDIÇÃO ATUALIZADA DO LIVRO NÃO SE ENVOLVA EM ACIDENTES DE TRÂNSITO JÁ SE ENCONTRA À DISPOSIÇÃO

O livro: NÃO SE ENVOLVA EM ACIDENTES DE TRÂNSITO, escrito pelo CORONEL CIRLANDIO e prefaciado pelo Jornalista Alexandre Garcia, teve a sua 2ª Edição atualizada em novembro de 2013. O livro trás diversas informações sobre os vários tipos de acidentes de trânsito, como ocorrem e de como evitá-los. Mostra os prejuízos causados pelo uso de drogas e álcool na condução de veículos, como conduzir corretamente crianças no carro, as condições adversas encontradas no trânsito,a importância do uso do cinto de segurança com as consequências pra quem não usa em caso de se envolver em um acidente,como dirigir e parar e rodovia e, dentre outras dicas, o que fazer caso se envolva ou se depare com um acidente.
GOVERNOS E PREFEITURAS QUE SE INTERESSAREM EM ADQUIRIR A OBRA PARA DISTRIBUIÇÃO GRATUITA À POPULAÇÃO PELOS ÓRGÃOS RESPONSÁVEIS PELO GERENCIAMENTO E FISCALIZAÇÃO DO TRÂNSITO PODEM ENTRAR EM CONTATO COM O AUTOR PELO E-MAIL: cirlandio@gmail.com ou pelo telefone (61) 8155 4071

ARREPENDIMENTO SÓ VEM DEPOIS. VEJA PORQUE ...

video Neste vídeo vemos o desespero de um pai que não aproveitou o suficiente o tempo com seu filho. Veja, reflita e aproveite, pois a vida é curta. Não morra no trânsito. Viva a vida.

CIRLANDIO MINISTRA PALESTRA NO LANÇAMENTO DA FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DO TRÂNSITO SEGURO

Foi realizado na segunda feira, 19/09, na Câmara Legislativa do Distrito Federal, com a presença do Secretário de Segurança Pública do DF, Dr. Sandro Avelar, o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro. A Frente, liderada pelo Deputado Distrital Joe Valle, tem como objetivo promover a discussão, por intemédio de câmaras temáticas, de assuntos referentes a segurança no trânsito para propor às autoridades competentes, ações que visem diminuir o número de mortes no trânsito no Distrito Federal e no Brasil. O Tenente Coronel Cirlandio, Subsecretário de Programas Comunitários da Secretaria de Segurança do DF, que apoiará todos os eventos da Década de Ação pela Segurança no Trânsito - 2011 / 2020 e participará ativamente dos debates, palestrou para os presentes sobre Direção Defensiva e disse que não basta orientar e reprimir os motoristas e sim, educar as crianças que serão os motoristas de amanhã. Fez questão de frisar e cobrar a aplicação do Art. 76 do Código Nacional de Trânsito que dispõe: " A educação para o trânsito será promovida na pré-escola e nas escolas de 1º, 2º e 3º graus, por meio de planejamento e ações coordenadas entre os órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito e de Educação, da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, nas respectivas áreas de atuação." Exibiu um vídeo que chamou a atenção de todos os presentes e os fez refletir sobre sua conduta ao volante.

O melhor de todos os vídeos - INCRÍVEL

Neste vídeo incrível podemos verificar o quanto há sofrimento e angústia quando tomamos conhecimento do envolvimento de um ente querido num acidente de trânsito. E quando estamos presentes ou chegamos e vemos o corpo estendido no meio da rua é verdadeiramente terrível. Nunca achamos que isso pode um dia acontecer com a gente ou com alguém que amamos, mas acontece. BEBIDA E DIREÇÃO NÃO COMBINAM.

PASSAGEIRO SEM CINTO BATE COM A CABEÇA NO PÁRA-BRISAS

video JAMAIS ANDE SEM O CINTO DE SEGURANÇA. A PANCADA DA CABEÇA CONTRA O PÁRA-BRISAS PODE CAUSAR SÉRIAS E IRREVERSÍVEIS LESÕES MEDULARES E/OU TRAUMATISMOS CRANIANOS. ESTE AÍ TEVE QUE APRENDER A REUTILIZAR AS MÃOS ATÉ PARA UMA TAREFA MUITO SIMPLES: LEVAR O ALIMENTO À BOCA. NÃO JOGUE COM A SORTE. USE O CINTO DE SEGURANÇA, SEMPRE.

QUEM ESTÁ NO BANCO DE TRÁS DEVE USAR O CINTO TAMBÉM. EXIJA OU ... VEJA O VÍDEO

videoEm caso de colisão, quem está no banco de trás sem o cinto pode ser lançado contra as pessoas da frente e/ou dos lados, havendo o choque de cabeças e possíveis lesões medulares ou traumatismos cranianos. Pode ainda ser lançado para fora do veículo e sofrer graves ferimentos no momento do contato com o solo. Os braços não conseguirão segurar o corpo devido a força do impacto. Só para se ter uma idéia, uma pessoa de 70Kg num impacto a 60Km/h tem o peso aumentado para aproximadamente 1000 Kg. NÃO SEJA MAIS UMA VÍTIMA. SERÁ PRECISO VER PARA CRER? VAI SER TARDE DEMAIS. USE O CINTO E EXIJA QUE TODOS QUE ESTÃO NO CARRO USEM TAMBÉM.

A CRIANÇA ESTAVA SEM CINTO NO BANCO TRASEIRO ...

videoSe você tem amor a seu filho, nunca permita que ele ande no banco de trás sem colocar o cinto. Você, adulto, é que tem a responsabilidade pela segurança da criança, pois ela não tem noção de perigo e não sabe das consequências e sequelas que sofrerá em caso de acidente. Não deixe o remorço tomar conta de sua vida. Não mate seu filho. PENSE NISSO.DIVULGUE ISSO.

POR QUE NÃO CARREGAR PESSOAS NA CARROCERIA? VEJA QUE ACIDENTE INCRÍVEL E CHOCANTE.

Aqui, vemos a irresponsabilidade de um condutor que capotou a caminhonete com várias pessoas encima. O resultado? Pessoas "voando" e corpos espalhados pelo chão. NUNCA VIAJE ENCIMA DE CARROCERIAS NEM PERMITA QUE NINGUÉM DA SUA FAMÍLIA OU AMIGO FAÇA ISSO.

DE VOLTA ATENDENDO A PEDIDOS

Usando o cinto de seguança, você estará garantindo a felicidade de sua família. Nunca se esqueça, ela precisa de você por muito tempo. Não a deixe só. USE O CINTO E SEGURANÇA E VIVA FELIZ.

NOVE PESSOAS ATROPELADAS DE UMA VEZ

Neste acidente, nove pessoas são atropelados pelo mesmo carro por uma simples razão: não olharam para os lados antes de iniciar a travessia. Mesmo em ruas pouco movimentadas, não se pode confiar nos motoristas. As pessoas devem procurar uma faixa de pedestre ou semáforo, parar, olhar para os lados e, somente quando todos os carros estiverem parados, iniciar a travessia. Caso contrário, o resultado pode ser este mostrado acima.

MILAGRE - ESSE ESCAPOU POR POUCO

Aqui um exemplo de imprudência de um pedestre que poderia ter morrido. Ele chega na faixa e vai logo atravessando, sem antes esperar todos os veículos pararem. O ônibus vem seio freios e colide na traseira do carro e o pedestre quase é fatalmente atropelado. No trânsito não podemos vacilar, pois, o primeiro vacilo pode ser o último. ORIENTEM SEUS FAMILIARES, PRINCIPAMENTE, AS CRIANÇAS.

QUATRO PESSOAS ATROPELAS DE UMA VEZ

Este vídeo mostra que nunca devemos ficar desatentos no trânsito. Pedestres na via conversando, mesmo que no canto da pista, representa um perigo. Devemos eliminar todas as possibilidades de nos envolvermos em um acidente. TODA ATENÇÃO AINDA É POUCA.

CIRLANDIO RECEBE PRÊMIO PERSONALIDADE DO ANO

No dia 28 de agosto fui homenageado como personalidade do ano pelo trabalho desenvolvido em prol da segurança no trânsito e pela publicação do livro: NÃO SE ENVOLVA EM ACIDENTES DE TRÂNSITO. O evento, que foi realizado no auditório master do Centro de Convenções Ulisses Guimarães, contou com a presença de mais de três mil pessoas, que foram contempladas com uma brilhante palestra proferida pelo escritor Augusto Cury. AGRADEÇO A TODOS QUE ACESSAM E DIVULGAM O BLOG. QUERO DIVIDIR COM TODOS VOCÊS OS MÉRITOS POR TER RECEBIDO ESSE PRÊMIO. CONTINUEMOS LUTANDO JUNTOS POR UM TRÂNSITO MAIS SEGURO.

COLISÃO FRONTAL. A PIOR DAS COLISÕES

videoO encontro de dois veículos frente a frente é um dos piores tipos de colisões devido à soma das velocidades na hora do impacto. Quem já teve a infelicidade de presenciar ou mesmo de observar depois de ocorrido, percebeu que os dois automóveis se transformaram num monte de ferro retorcido e que , dificilmente, os ocupantes deles saíram com vida e seus corpos ficaram completamente dilacerados. Quando conseguem escapar, normalmente ficam presos às ferragens, sofrendo e agonizando até o término da operação de salvamento ou, até a morte. A maioria das colisões frontais ocorre ligeiramente fora dos eixos longitudinais dos veículos, isto é, o encontro não é exatamente de frente, pois, os motoristas, na tentativa desesperada de não colidir, viram o volante. Quanto os motoristas realizam essa manobra e não obtêm êxito, ocorre o impacto e, um deles ou ambos os veículos, saem rodopiando pela via, atirando seus ocupantes para fora. A principal causa da colisão frontal em vias retas é a ultrapassagem em locais de pouca visibilidade, como em curvas ou lombadas. É comum motoristas arriscarem essa manobra mesmo sem condições e, quando encontram outro veículo em sentido contrário, fica a dúvida sobre quem deve desviar e, normalmente, nos últimos segundos, tomam a decisão que, infelizmente, pode ser a mesma, ou seja, os dois se deslocam para a mesma direção, tornando o impacto inevitável. Ocorre também, e com mais freqüência à noite, de motoristas estarem sob efeito de bebidas alcoólicas, medicamentos ou mesmo com sono ou fadiga e "dormirem ao volante" saindo, assim, de sua faixa de rolamento e invadirem a do outro motorista que, muitas vezes, não consegue evitar o acidente. O motorista defensivo, que prevê com antecedência o surgimento de tal situação, deve ser o primeiro a tomar a decisão, tão logo aviste o perigo. Ele não pode dar tempo para que o outro motorista “pense”, pois, assim, não gerará dúvidas em ninguém. Desviar para o acostamento ou sinalizar, são algumas manobras que você deve fazer para mostrar ao outro condutor o que você vai fazer; assim, ele toma o outro caminho. Viagens longas durante a noite são desaconselháveis, pois, a maioria das colisões frontais nas retas ocorre nesse período. O ideal é que as viagens sejam realizadas durante e dia e a noite seja reservada para o descanso. Viaje, durante a noite, somente em caso de extrema necessidade. LEMBRE-SE: NO TRÂNSITO MUITAS VEZES NÃO HÁ A SEGUNDA CHANCE DE ERRAR. PORTANTO, PENSE BEM ANTES DE ULTRAPASSAR COM FAIXA CONTÍNUA. SUA FAMÍLIA LHE ESPERA EM CASA.

SE ESTE VÍDEO NÃO MUDAR SUA CONDUTA AO VOLANTE, NENHUM OUTRO MUDARÁ ...

TUDO POR CAUSA DE UM CELULAR. PENSE BEM. CELULAR NÃO COMBINA COM DIREÇÃO. VIVA PARA A VIDA.

EM TEMPO DE CHUVA, TODO CUIDADO É POUCO

videoA chuva, o vento, a neblina e outras condições atmosféricas, que reduzem a capacidade de visão e dificulta a realização de algumas manobras, podem tornar-se tão extremas que impossibilite ao motorista ver a margem da rodovia ou suas faixas divisórias. Além dessas dificuldades, as más condições de tempo tornam as rodovias escorregadias podendo causar derrapagens. A aquaplanagem (diminuição do contato dos pneus com o solo por causa da água), é um dos fatores responsáveis por essas derrapagens. A 80 Km/h, por exemplo, o pneu terá que remover cerca de 5 litros de água por segundo do asfalto; daí a importância de se usar pneus novos e originais, além de dirigir em velocidade menor que a regulamentar da via. O mau tempo é uma das condições adversas encontradas pelos motoristas durante a condução de um veículo. Ela deve ser observada e o motorista tem que se adaptar a essa nova condição. Não pode continuar dirigindo como se o tempo estivesse normal. Muitos acidentes de trânsito acontecem em dias de chuva pela inobservância de algumas condutas que devem ser adotadas em dias de chuva. Veja alguns conselhos para evitar acidentes em dias de chuva: > Antes de sair, cheque se os limpadores de pára-brisa e desembaçadores estão funcionando. > ; Acenda os faróis baixos do carro. Teste os freios do carro porque, com a pista molhada, sua capacidade de frear pode ser reduzida. > Mantenha uma distância de segurança do carro da frente. Lembre-se de que a distância necessária para frear é quase o dobro com o asfalto molhado. > Não freie bruscamente nem faça manobras bruscas. > Preste mais atenção durante os primeiros minutos de chuva, porque é nessa fase que se forma a lama com a poeira nas ruas, deixando as pistas escorregadias. Se a chuva tiver muito intensa a ponte de comprometer a visibilidade, sair do trânsito e esperar as condições melhorarem. É melhor perder um pouco de tempo e saber que posteriormente poderá seguir a viagem com segurança a ter que se submeter ao perigo de dirigir "cego", colocando em risco o seu bem-estar, de sua família e dos outros motoristas. Quando estiver dirigindo sob neblina, acenda os faróis baixos e jamais ligue o pisca-alerta com o veículo em movimento; isso pode confundir o motorista que vem atrás, pois ele poderá imaginar que seu carro está parado por algum problema e parar bruscamente, provocando um engavetamento ou reação em cadeia. Se precisar parar no acostamento e estiver sob neblina, aí sim, ligue o pisca-alerta e sinalize com triângulo, sinais luminosos e galhos, principalmente se for durante a noite.>

CRIANÇA QUE ESTAVA NO COLO DA MÃE É LANÇADA CONTRA O PÁRA BRISAS.

videoCRIANÇA QUE ESTAVA NO COLO DA MÃE É LANÇADA CONTRA O PÁRA BRISAS.Essa cena acontece todos os dias no Brasil e no mundo inteiro. Pais que se protegem usando o cinto de segurança e deixam as crianças desprotegidas. Lugar de crinaça é na cadeirinha e não no colo de quem quer que seja. FAÇA O CERTO AGORA PARA NÃO CHORAR DEPOIS.

DEPOIS DO CAPOTAMENTO, A TRAGÉDIA. SERÁ AZAR OU ...

videoNeste vídeo, pelo fato de todos estarem utilizando o cinto de segurança, ninguém sofreu lesões graves após o capotamento, pois, pode-se perceber que o pai sai do carro, a mãe fala alguma coisa e a criança emite um som. Porém, segue-se outra tragédia e devemos aprender com ela. De nada adianta tomar o cuidado de estarem todos usando o cinto de segurança e, confinando nisso, empreender alta velocidade ou desrespeitar regras e orientações sobre como evitar o capotamento. Este tipo de acidente ocorre principalmente pelo excesso de velocidade, especialmente nas curvas ou quando temos o nosso veículo fechado por outro. Portanto, muita atenção ao dirigir. Verifique as condições dos pneus e, ao sair de uma via asfaltada para uma estrada de terra, diminua a velocidade, pois, muitos capotamentos ocorrem pela inobservância desta orientação. LUTEMOS POR UM TRÂNSITO MAIS SEGURO.

USE O CINTO DE SEGURANÇA PARA CONTINUAR VIVENDO

. O uso do cinto de segurança faz a diferença entre a vida e a morte. Dê a você mesmo a oportunidade de continuar vivendo mesmo após um grave acidente.USE SEMPRE O CINTO DE SEGURANÇA.

EXIJA QUE AS PESSOAS DO BANCO DE TRÁS COLOQUEM O CINTO

Você exige que as pessoas que estão no banco de trás do seu carro coloquem o cinto de segurança? Se a resposta for não, comece a repensar, pois não adianta nada estar com o cinto no banco da frente e os passageiros do banco de trás não estarem utilizando. Em caso de colisão, eles poderão ser lançados contra as pessoas da frente, havendo o choque de cabeças e possíveis lesões medulares ou traumatismos cranianos. Podem ainda serem lançados para fora do veículo e sofrerem graves ferimentos no momento do contato com o solo. Os braços não conseguirão segurar devido a força do impacto. Só para se ter uma idéia, uma pessoa de 70 Kg num impacto a 60Km/h tem o peso aumentado para aproximadamente 1000 Kg.

ACIDENTE APÓS AVANÇO DE SINAL VERMELHO

videoQUANDO ALGUÉM AVANÇA O SINAL VERMELHO COLOCA A VIDA DE VÁRIAS PESSOAS EM RISCO. NESSE ACIDENTE PODEMOS VER, COM CLAREZA O RESULTADO DE UMA INFELIZ E IRRESPONSÁVEL DECISÃO DO MOTORISTA DA CAMINHONETE. O RESULTADO SÓ PODERIA SER ESSE. JAMAIS AVANCE O SINAL VERMELHO. CUIDE DA SUA VIDA E DA VIDA DOS OUTROS. SE CONDUZA NA DIREÇÃO DO VEÍCULO DE MODO QUE VOCÊ TENHA A CERTEZA DE QUE VAI RETORNAR PARA O SEU LAR E CONTUNUAR MOSTRANDO A SUA ALEGRIA PARA SUA FAMÍLIA. NÃO SEJA MAIS UMA VÍTIMA E NÃO FAÇA MAIS VÍTIMAS. SEJA RESPONSÁVEL E NÃO TERÁ MOTIVOS PARA SE ARREPENDER DEPOIS.

CINTO DE SEGURANÇA - USE-O SEMPRE.

videoNESTES TESTES VOCÊ TERÁ A OPORTUNIDADE DE VERIFICAR O QUE ACONTECE COM O CORPO HUMANO QUANDO HÁ UMA COLISÃO A 60Km/h. OS OLHOS SÃO PERFURADOS COM O QUE SOBROU DO VIDRO, PROVOCANDO A CEGUEIRA. A CABEÇA CHOCA-SE VIOLENTAMENTE CONTRA O PÁRA BRISAS, PROVOCANDO TRAUMATISMO CRANIANO E LESÕES CEREBRAIS; E A PANCADA DO PEITO C0NTRA O PAINEL PROVOCARÁ ESMAGAMENTO DO TÓRAX E CONSEQUENTE PERFURAÇÃO DO CORAÇÃO.NÃO ARRISQUE, NÃO MATE, NÃO MORRA. USE SEMPRE O CINTO DE SEGURANÇA. SUA FAMÍLIA ESTÁ LHE ESPERANDO. CHEGUE VIVO.

LIVRO DE CIRLANDIO ESGOTADO

A primeira edição do livro: "NÃO SE ENVOLVA EM ACIDENTES DE TRÂNSITO" está esgotada e Cirlandio já está trabalhando na segunda edição. EDITORAS interessadas em publicá-lo, favor manter contato com o autor pelo e-mail: cirlandio@gmail.com.

5 km/h a mais podem fazer muita diferença

videoNeste vídeo você vai ver e comprovar que apenas 5 KM de velocidade a mais em determinada ocasião podem fazer a diferença entre viver ou morrer. RESPEITE OS LIMITES DE VELOCIDADE. SE FOR DIRIGIR, NÃO BEBA.

NUNCA AVANCE O SINAL VERMELHO

videoJamais avance o sinal vermelho. Essa conduta pode provocar um grave acidente e você colocar a sua vida e a dos outros em risco. Sejamos prudentes para que, cenas como estas, não aconteçam conosco. VIVA PARA A VIDA. RESPEITE A SINALIZAÇÇÃO DE TRÂNSITO.

Só ultrapasse com segurança

videoA ultrapassagem é uma das manobras mais perigosas quando estamos dirigindo, pois, caso seja realizada na hora errada, poderá acontecer uma fatalidade. A colisão frontal quase sempre provoca a morte instantânea dos envolvidos devido a soma das velocidades dos veículos. Portanto, só ultrapasse com segurança e respeite sempre a sinalização.

OCUPANTES DO CARRO SÃO LANÇADOS PARA FORA APÓS CAPOTAMENTO

video NÃO ADIANTA. OS BRAÇOS NÃO CONSEGUEM SEGURAR O CORPO. IMAGINE CAIR DE CABEÇA DE UMA ALTURA DE 2 METROS. VAI DOER BASTANTE. E A VELOCIDADE É DE MENOS QUE 1 Km/h. AGORA IMAGINE CAIR DE CABEÇA A 50, 60, 70 OU 80 Km/h. É MORTE CERTA. EM UM CAPOTAMENTO QUEM NÃO ESTIVER USANDO O CINTO DE SEGURANÇA SERÁ LANÇADO PARA FORA E AS CONSEQÜÊNCIAS VOCÊ ESTÁ VENDO NO VÍDEO. SEJA INTELIGENTE, USE SEMPRE O CINTO DE SEGURANÇA.

VEJA NESTE VÍDEO A INCRÍVEL HISTÓRIA DE JACQUELINE.

video Este vídeo mostra a incrível história de Jacquelie Saburido. Nele nós podemos confirmar, de vez, que a mistura de álcool com direção não combinam mesmo. Ela tinha um rosto lindo que ficou deformado devido a irresponsabilidade de um motorista de 17 anos que dirigia bêbado. Clic e veja com seus próprios olhos. Para obter mais informações e depoimentos em vídeo, dela e do motorista que provocou o acidente, acesse: www.helpjacqui.com

NÃO DIRIJA FALANDO AO CELULAR. MESMO USANDO FONES DE OUVIDO. VEJA O PORQUÊ

videoDirigir falando ao celular, mesmo utilizando-se de fones de ouvido, é muito perigoso. A atenção é um dos principais elementos da direção defensiva e, quando estamos falando ao celular, não estamos ligados somente no trânsito e este vídeo mostra quais podem ser as consequências. NÃO SE ENVOLVA EM ACIDENTES DE TRÂNSITO "O LIVRO". A 1ª EDIÇÃO FOI ESGOTADA E, EM BREVE, A 2ª ESTARÁ NAS LIVRARIAS DE TODO O BRASIL.

ENTREVISTA DE CIRLANDIO NO PROGRAMA DO RATINHO DO SBT

videoNesta entrevista, Cirlandio fala com o Apresentador Ratinho, do SBT, sobre o problema das drogas no mundo das crianças. O SBT foi à casa de Cirlandio, conversou com seus pais e visinhos e mostrou para todo o Brasil a história do menino que foi engraxate, vendedor de picolé, flanelinha e se tornou Administrador da cidade onde cresceu e estudou a vida inteira e hoje é Major da Polícia Militar do Distrito Federal e luta pela conscientização dos motoristas sobre os riscos e, principalmente, sobre como não se envolver em acidentes de trânsito.

A CRIANÇA ESPERA PELO PAI QUE ...VÍDEO EMOCIONANTE

videoNeste vídeo vemos a história de Gabriel que, como tantas crianças brasileiras, perdeu o pai muito cedo em um acidente de trânsito. Será que nós, adultos "racionais" temos a exata consciência da responsabilidade e da importância de se dirigir bem e obedecer as leis de trânsito? Será que, quando estamos dirigindo pensamos nas consequências e nas marcas que uma ação irresponsável nossa deixarão em nossos entes queridos quando nos envolvemos em um acidente e perdemos a vida, principalmente nas crianças? Vamos acordar para a realidade e começar a mudar nossas condutas quando formos sair por aí dirigindo. Vamos realizar cada manobra com a certeza de que nossos filhos não terão o destino que o menino Gabriel teve. Se não nos importamos com a nossa vida, vamos nos importar, então, com os nossos filhos. Eles não merecem ser criados sem pai ou mãe, como o menino do vídeo será criado. LUTEMOS POR UM TRÂNSITO MAIS SEGURO.

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO NA SALA DE AULA. QUANDO?

VOCÊ ACREDITA QUE A EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO NA ESCOLA DIMINUIRIA O ALTO NÚMERO DE ACIDENTES? Participe da nossa enquete ao lado.O Código de Trânsito Brasileiro, em seu artigo 76 dispõe o seguinte: "A educação para o trânsito será promovida na pré-escola e nas Escolas de 1.º, 2.º e 3.º graus, por meio de planejamento e ações coordenadas entre os órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito e de Educação, da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, nas respectivas áreas de atuação. O CTB está em vigor desde 1997.

VAI VIAJAR DE CARRO? MUITA ATENÇÃO! SIGA ESSAS DICAS E VIAJE TRANQUILO:

As férias chegaram e, se você pretende viajar de carro, deve seguir algumas orientações que o ajudarão a ir e voltar com segurança para você e para sua família: Antes de iniciar a viagem: • Em um plano mental ou até mesmo em um planejamento escrito, traçar o percurso a ser utilizado, através do guia rodoviário; • Obter informações com outras pessoas acerca das condições da via, principalmente se nunca a tiver utilizado; • Procurar informar-se sobre postos de abastecimento, hotéis, restaurantes, borracharias e outros serviços; • Fazer revisão do veículo; • Dispor de algumas ferramentas; • Encher o tanque do carro; • Verificar os equipamentos obrigatórios; • Descansar bastante; • Dividir igualmente a bagagem no porta-malas do carro; • Não ingerir bebidas alcoólicas nem tomar medicamentos que possam interferir nos sentidos; • Exigir que todos usem o cinto de segurança e, se tiver crianças, utilizar cadeirinhas especiais de acordo com a idade de cada uma. Durante a viagem: • Entrar na rodovia utilizando-se da faixa de aceleração; • Manter a velocidade da maioria dos veículos; • Manter a distância de segurança; • Observar atentamente e obedecer à sinalização; • Parar periodicamente, molhar o rosto e alongar-se, a fim de evitar a fadiga; • Não manter os olhos fixos por muito tempo na mesma direção, a fim de que não ocorra a “hipnose de estrada”; • De preferência, viajar com outra pessoa habilitada, para que possa haver revezamento pelo menos de duas em duas ou de três em três horas; • Atentar para as condições adversas de luz, tempo, estrada, veículo e motorista. • Se for dirigir durante a noite (o que não é recomendável) redobrar a atenção, pois, mais de 80% das colisões frontais ocorrem nesse período, devido à má visibilidade, ao sono e à utilização de drogas e medicamentos por alguns motoristas; caso tenha que viajar a noite, é recomendável descansar durante o dia; • Atenção especial no período noturno também deverá ser dada aos animais, principalmente os de grande porte. A maioria dos acidentes com animais ocorre à noite; • Para sair da rodovia ou entrar à direita utilize, sempre, a faixa de desaceleração e, para entrar à esquerda, o acostamento. • Caso precise parar, desembarque todas as pessoas para não serem feridas em caso de uma colisão durante essa parada. • Sempre, após cada parada em lanchonetes ou restaurantes, verifique o aperto dos parafusos das rodas. Marginais estão folgando os parafusos para, logo à frente, quando a roda cair, anunciarem o assalto. • Lembre-se: viajar de férias tem que ser motivo de prazer e alegria. Não deixe que suas férias sejam interrompidas por um acidente de trânsito. NÃO CORRA, NÃO MATE, NÃO MORRA. • VIAJE À NOITE SOMENTE EM CASO DE EXTREMA NECESIDADE. É MUITO PERIGOSO

QUAL A DISTÂNCIA SEGURA DO VEÍCULO DA FRENTE?

videoTodos nós sabemos que devemos manter uma distância de segurança do veículo da frente para, caso ele necessite parar, consigamos fazê-lo também sem que colidamos em sua traseira. Mas qual é a distância mais segura? Peritos de todo mundo, após vários tipos de testes, garantem que a distância que nos garante parar o carro sem atingirmos o da frente é a DISTÂNCIA DOS DOIS SEGUNDOS. Estando a dois segundos do veículo da frente, a distância aumenta automaticamente com o aumento da velocidade. Para ter a certeza de que está a dois segundos do veículo que você segue preste atenção. Quando a traseira dele passar por um ponto fixo, um poste, uma placa ou uma marca na via, por exemplo, conte dois segundos: um mil e um, um mil e dois. Se você passar pelo ponto fixo escolhido e já estiver acabado de fazer a contagem, a distância está segura. Porém, se passar pelo ponto fixo e ainda estiver contado, aumente a distância, pois, caso contrário, se ele precisar parar por algum motivo, com certeza você colidirá na traseira dele. Essa contagem vale para veículos de até 6 metros e com as condições de freios e pneus em boas condições. Para veículos maiores, para cada 3 metros excedentes, conte mais um segundo. Vale lembrar que, em tempo chuvoso, a contagem deve ser dobrada. MANTENHA DISTÂNCIA DE SEGURANÇA E GARANTA UMA VIAGEM TRANQUILA.

VÍIDEO: ATENÇÃO. NUNCA ANDE SEM ELA

video A atenção é um dos principais elementos da direção defensiva. Dirigir falando ao celular, conversando com alguém no banco de trás ou mesmo preocupado em espantar um inseto que se encontra no interior do veículo pode fazer com o que o motorista se distraia e desvie a atenção do trânsito, o que aumenta, consideravelmente, o risco de acidentes, desde a colisão traseira até o capotamento. Dirija com atenção. Sua família agradece. E seu bolso também ...

ÔNIBUS PASSA POR CIMA DE AMBULÂNCIA DO SAMU EM CEILÂNDIA

videoNeste acidente podemos verificar que o ônibus arrasta a ambulância do SAMU. Observem as duas mulheres que andavam pela calçada. Esta cena comprova que devemos estar sempre atentos, em qualquer situação de trânsito, seja na qualidade de pedestres, ciclistas, motociclistas ou motoristas, a atenção a falta de atenção pode custar a nossa vida. Espero que este vídeo siga de exemplo para que nunca andemos displicentes nas ruas da cidade.

VÍDEO: COMO LIDAR COM O "PONTO CEGO"

videoQuem nunca levou um susto quando iria trocar de faixa e, de repente, aparece um veículo do seu lado. Ele estava no chamado "ponto cego". Antes de mudar de faixa ou fazer uma ultrapassagem, é recomendável dar uma "olhadinha" para o lado para ver se não há nenhum veículo no ponto cego. Veja no vídeo como reduzir este ponto cego. NÃO CORRA, NÃO MATE, NÃO MORRA.

Imagens de acidentes com motos na Linha Vermelha-RJ

videoMotocicletas e ciclomotores fazem parte do dia-a-dia do trânsito, principalmente as primeiras, devido à profissionalização dos moto boys e dos moto taxis. A maioria é formada por pessoas habilitadas e experientes, porém, talvez por excesso de confiança, é uma categoria muito audaciosa e atrevida no trânsito das grandes cidades. Outros são inexperientes e não tão profissionais, mas, nem por isso, menos corajosos. Esteja sempre em estado de alerta em relação a eles e aumente a distância de segurança. No trânsito, as motocicletas têm certa vantagem sobre os demais veículos devido ao seu tamanho. Seus condutores se utilizam dessa vantagem e se tornam fáceis alvos de colisões, pois trafegam entre os veículos pelos chamados “corredores”. Atenção constante ao retrovisor é de fundamental importância para que não sejamos surpreendidos por um motociclista. Grande parte dos acidentes com esses condutores ocorre nessa situação e nas curvas, principalmente, à direita. Outros, ainda, ocorrem por causa da desatenção do motociclista que colide na traseira de carros parados. - Entrevista com Maria Salete da Silva, psicóloga especializada em segurança no trânsito, com imagens de acidentes com moto na Linha Vermelha, no Rio de Janeiro, cedidas pelo DER-RJ.

CRIANÇA NA CADEIRINHA SEM O CINTO ...

videoColocar a criança na cadeirinha e esquecer ou não colocar o cinto nela, mesmo quando se vai percorrer pequenas distâncias, é muito perigoso. Não ceda às vontades, birras ou choros das crianças quando ela não quiser colocar o cinto. As crianças não têm noção de perigo e não sabem dos riscos que correm quando estão soltas no carro. Os adultos é que têm a responsabilidade de cuidar do bem-estar das crianças. Portanto, conduza as crianças, sempre, com segurança. Não seja um pai ou uma mãe daqueles que se sentem culpados pela perda de um filho. Use e exija sempre que todos no carro estejam usando o cinto de segurança

PREFÁCIO DE ALEXANDRE GARCIA NO LIVRO: NÃO SE ENVOLVA EM ACIDENTES DE TRÂNSITO

A quem interessa este livro? O então Secretário de Segurança do DF, Coronel João Simch Brochado, dizia que o trânsito começa a partir do momento em que deixamos a porta de nossa casa. Assim, estamos todos no trânsito e este livro interessa a todos nós. E veja por quê: as estatísticas nos enganam. Morremos muito mais no trânsito do que pensamos. O pesquisador da PUCRGS, Engenheiro Mauri Panitz, calcula que, somados os acidentes nas estradas vicinais, municipais, nos distritos, nas cidades, nas rodovias estaduais e federais, chegamos a 80 mil mortos por ano. Dividindo esse total por 365, temos que a cada dia, em média, morrem 219 brasileiros no trânsito. Isso é mais que uma colisão com um Legacy todos os dias do ano. Se a cada dia caísse um avião com 154 passageiros, a todos os dias do ano, isso geraria uma comoção nacional. Pois morremos 219 por dia nas estradas, e já nos acostumamos com isso, a menos que a morte esteja perto de nós. Por isso, este livro é importante para nossas vidas e para as vidas dos que dependam do nosso veículo. Basta que observemos o trânsito para perceber que boa parte dos que dirigem não têm a menor idéia do que estão fazendo atrás do volante. Mudam de direção sem antecipar isso aos outros motoristas, como se a alavanca da seta de direção fosse uma inutilidade em seu veículo; trafegam a velocidades ou altas demais ou baixas demais; se vão entrar para a direita, trafegam na faixa da esquerda; não dirigem com as duas mãos na direção; andam com o carro excessivamente perto do da frente; jogam sujeira pela janela, revelando que não tiveram educação em casa; e nem sabem se estão dentro de uma latinha de sardinha com quatro rodas ou não. Nossos carros são uma vergonha. Agora começam a fazer propaganda do câmbio automático, que se popularizou há 55 anos nos Estados Unidos. Nossos carros populares ainda não têm airb-bag e ABS, que já estão nos populares americanos há 20 anos. Nem os vendedores de carro sabem o que é controle de tração e nossos carrinhos, desprovidos dele, ainda patinam e cantam pneu na arrancada – coisa de um passado distante. O torque de nossos motores tipo cortador-de-grama é mínimo e o carro não sairá do lugar em caso de emergência. Nossas estradas ainda não merecem esse nome, no mundo de hoje. À exceção de São Paulo, no resto do país são poucas as rodovias dignas desse nome. São meros caminhos com duas mãos de direção na mesma pista, feita com uma camadinha de asfalto sem fundações. Assim, se os carros ainda são inseguros e as estradas piores, a variável a proteger a vida é o motorista. É a ele que este livro se destina. Um carro não é um rádio, que basta ligar na tomada. É preciso ler as instruções. Ninguém as lê. Leio em manual da Ford, por exemplo, que os faróis auxiliares não devem ser usados a não ser que a visibilidade seja inferior a 50 metros, porque ofuscam os demais motoristas. Mas a moda é usar os tais faróis que, tendo apenas um facho, o alto, cegam quem vem em sentido contrário e também quem vem atrás, porque acende-se mais um filamento nas lanternas traseiras. Pois essa praga se alastra e as autoridades não perceberam que basta aplicar neles a proibição de luz alta na cidade. O motorista tampouco lê o Código de Trânsito. Se lesse, veria que as luzes de estacionamento, ou de posição, como os nomes indicam, servem para indicar carro eventualmente parado. Mas uma multidão de motoristas trafega à noite com apenas essas luzes ligadas, a informar aos outros motoristas: estou parado. Os cursos de formação não ensinam a sair-se de uma emergência; como sair de uma derrapagem ou evitá-la; como retomar a estabilidade perdida; como evitar o atropelamento do pedestre que correu na frente do veículo. Ensinam, simplesmente, a passar no exame do Detran. Depois, fica nas mãos do acaso. Alguém na direção de uma arma, sem saber o que dirige nem como dirige, à mercê da lei da inércia e da sorte. Este livro procura ensinar um pouco quem já tem carteira de habilitação, ou pretende recebê-la, no país em que há poucos profissionais e muitos amadores. Todos acham que podem improvisar; não se dão o trabalho de se formar, se especializar. Dirigir é muito difícil. É mais fácil pilotar um avião. Não há cruzamentos lá em cima e o veículo sempre está bem checado e na direção sempre está um especialista. Por isso, é 600 vezes mais seguro viajar de avião. Então, se você usa o transporte que é 600 vezes mais perigoso que um avião, procure ler este livro. Trata-se da vida. 219 são ceifadas por dia, nesse mesmo asfalto que você usa, com a mesma borracha dos pneus do veículo em que você se encontra, toda a vez que sai de casa. Boa viagem e atenta leitura. Alexandre Garcia

VOCÊ CONSEGUIRIA DIRIGIR NA ÍNDIA? VEJA QUE COISA DE LOUCO!

videoNeste vídeo, podemos ver como o trânsito brasileiro, apesar de tudo, é organizado. No entanto, verifica-se que, mesmo com essa loucura toda, não há acidentes. Qual será o índice de acidente nesse local? Prometo pesquisar e informar oportunamente.

CARRO X CAMINHÃO: CADEIRINHA SALVA VIDA DE BEBÊ EM COLISÃO FRONTAL

videoNesse acidente, infelizmente, os pais do bebê morreram, porém, por terem tido o cuidado de colocarem o bebê na cadeirinha adequada, o que parecia impossível aconteceu: em uma colisão frontal violenta o bebê de 6 meses é resgatado apenas com uma luxação no pé esquerdo. NÃO ARRISQUE SUA VIDA. DIRIJA COM ATENÇÃO E USE SEMPRE O CINTO DE SEGURANÇA. PROTEJA SUAS CRIANÇAS. ELAS NÃO TÊM NOÇÃO DE PERIGO. OS BEBÊS DEVEM, SEMPRE, ESTAR PROTEGIDOS NA CADEIRINHA E NO CENTRO DO BANCO TRASEIRO.

CARRO X MOTO: VEJAM OS TESTES DE COLISÃO

video Com o aumento do número de motos nas ruas, os motoristas devem ter ainda mais atenção e os motociclistas mais prudência, pois, no encontro dessas duas máquinas, o condutor da moto sempre levará desvantagem. DIRIJA COM RESPONSABILIDADE. A SUA FAMÍLIA LHE ESPERA DE VOLTA.

CRIANÇA AJOELHADA NO BANCO DE TRÁS. VEJA O QUE ACONTECE.

video Em caso de colisão, a criança que está ajoelhada no banco de trás será lançada contra o painel e poderá sofrer sérias lesões na coluna o que pode deixá-la paraplégica ou tretraplégica, caso não venha a falecer. Em um capotamento, seu corpo poderá ser lançado para fora do veículo e com o impacto contra o solo, dificilmente sairá com vida. CUIDE BEM DE SEUS FILHOS. É MELHOR QUE ELES CHOREM MAS CONTINUEM AO SEU LADO DO QUE VOCÊ TER QUE CHORAR DE REMORÇO POR NÃO TÊ-LOS PROTEGIDOS. AS CRIANÇAS NÃO TÊM NOÇÃO DE PERIGO E NÃO SABEM DOS RISCOS QUE CORREM QUANDO ESTÃO SEM O CINTO DE SEGURANÇA. NÓS, ADULTOS TEMOS A OBRIGAÇÃO DE PROTEGÊ-LOS.

SE FOR DIRIGIR, NÃO BEBA. SE BEBER, NÃO DIRIJA. LEIA ABAIXO SOBRE A "LEI SECA"

video Entrou em vigor no dia de 19 de junho a Lei 11.705/08, que ficou conhecida como a “Lei seca do trânsito” e visa baixar os índices de mortes no trânsito brasileiro através da diminuição, nas vias e rodovias, de pessoas que dirigem após ingerirem bebidas alcoólicas. A Lei continua gerando muita polêmica, mas todos têm que admitir que já estava na hora de as autoridades brasileiras tomarem uma atitude séria para que o nosso país deixe de ostentar o título de campeão mundial em acidentes de trânsito. Para se ter uma idéia, os números oficiais revelam que morrem por ano no trânsito brasileiro cerca de 35 mil pessoas e outras 400 mil ficam feridas, ocupando 55% dos leitos hospitalares, mas calcula-se que o número de pessoas mortas chegue a mais de 50 mil se contados os óbitos após 24 horas do acidente. Alguns pesquisadores ainda falam em 80 mil mortes por ano. É como caísse um avião e morresse 219 ocupantes todos os dias no Brasil. O custo social dessa tragédia brasileira chega a R$ 10 bilhões por ano. A cada 31 segundos acontece um acidente de trânsito; morre uma pessoa a cada 11 minutos e ocorre um atropelamento a cada 7 minutos. Em cerca de 70% dos acidentes fatais registrados, existe o envolvimento de condutores ou pedestres alcoolizados. Segundo o PARE (Programa de Redução de Acidentes no Trânsito) do Ministério dos Transportes, se além do consumo de álcool for considerado o consumo de drogas legais e ilegais, essa porcentagem será ainda maior. Será que se analisarmos esses números, que refletem a realidade, poderemos ser contra essa Lei? Se tivermos a curiosidade de conversarmos com vítimas de acidentes de trânsito que ficaram com graves seqüelas por terem dirigido ou estarem ao lado de um condutor embriagado, com certeza ouviremos que elas estão muito arrependidas e se pudessem voltar o tempo, nunca mais agiriam daquela forma. O que ocorre é que as pessoas nunca imaginam que uma tragédia possa acontecer com ela. Que morrer ou ficar paraplégico ou tetraplégico por causa de um acidente de trânsito, só acontece com os outros. Qual seria a nossa reação ou como seria a nossa opinião a respeito se um motorista bêbado atropelasse e matasse um filho nosso? Ou se esse mesmo motorista colidisse com o carro da gente e toda a nossa família viesse a morrer. Será que continuaríamos contra a Lei seca? Não meus amigos. Com certeza nós faríamos campanha pela paz no trânsito, iríamos brigar por justiça. Isso acontece todos os dias com as mais de 200 famílias das pessoas que morrem no trânsito brasileiro. Portanto, pense duas vezes antes de beber e ir assumir a direção de um veículo. Procure aprender com os exemplos dos outros. Não espere que uma fatalidade aconteça com você ou com a sua família para mudar de atitude. Com certeza será tarde demais.

CUIDADO AO ATRAVESSAR. OLHE PARA TODOS OS LADOS

video Antes de iniciar a travessia, aguarde o semáforo abrir para o pedestre. Caso não haja o sinal, olhe para todos os lados e procure atravessar sempre onde houver faixa de pedestres. Inicie a travessia apenas quando todos os carros já estiverem parados e, mesmo durante a travessia, continue atendo para não ser surpreendido por um motorista bêbado, imprudente, drogado ou um que tenha avançado o sinale cause um acidente, como no exemplo acima.

NA CURVA A PORTA ESTAVA ABERTA. CRIANÇA DE 2 ANOS CAI DO CARRO. VEJA O VÍDEO.

video VEJA A CRIANÇA CAIDO DO CARRO. QUANDO FOR CONDUZIR CRIANÇAS, FAÇA UMA VISTORIA E TENHA A CERTEZA DE QUE ELA ESTÁ REALMENTE SEGURA. COLOQUE-A NO CINTO E AJUSTE BEM. TRAVE A PORTA PARA QUE A CRIANÇA NÃO CONSIGA ABRI-LA POR DENTRO. AJA ANTES PARA NÃO CHORAR DEPOIS.

COLISÃO - E A MÃE ESTAVA COM O BEBÊ NO COLO ...NÃO DEIXE DE LER O TEXTO ABAIXO

video SE VOCÊ AMA SEUS FILHOS, LEIA ESSE TEXTO : PERDÃO FILHO! Pais e mais pais se orgulham de ter dado a vida a um filho Maria e eu também. De você Marcelo recebemos só alegria. Quando você nem a caminho estava, já ficávamos satisfeitos antevendo o dia em que tivéssemos certeza de que você estava a caminho. Quase choramos de alegria quando Maria me informou. O meu ciclo menstrual está atrasado. Era você a caminho: nove meses depois você chegou, feioso nos primeiros dias de nascido, tornando-se, aos poucos, a própria encarnação de um anjo. Marcelo: só alegria! Os primeiros banhos, Maria um tanto sem jeito, eu ajudando. Aquele sorrisinho de anjo, as primeiras visitas ao pediatra. Marcelo: só alegria! Os primeiros brinquedos, os primeiros passos, as primeiras palavras; enroladas, é verdade, mas, Marcelo: só alegria! Foi no dia do seu segundo aniversário que “aquilo” aconteceu: Logo cedo, felizes, Maria, você e eu a caminho da casa da vovó para a festinha do seu segundo aniversário. Maria dirigia: eu com você no colo estava sentado ao lado dela. Nos meus braços (“o lugar mais seguro para um filho”) você estava feliz também: tagarelava, tudo que via e tudo que ouvia. Marcelo: só felicidade! De repente, aquele veículo que saía de uma estrada de terra cortou-nos a frente. Maria para não bater saiu da pista e foi colidir com o barranco. Maria atirada contra o volante; eu contra o painel; e você Marcelo, no meu colo. Eu ainda tentei me firmar para não machucá-lo, mas a força do impacto foi forte demais e fui jogado contra o painel. Você, Marcelo, estava entre eu e o painel. Lembro-me como se estivesse acontecendo agora: seu corpo de anjo sendo esmagado pelo meu e, ao mesmo tempo, me salvando a vida. Lembro do quase ruído que seu corpinho emitiu ao ser esmagado pelo meu corpo contra o painel. Marcelo: só tristeza! Você morreu, Marcelo; sua mãe e eu fomos hospitalizados em estado grave e, um mês depois, saímos do hospital. Marcelo: só tristeza! O sentimento de culpa me persegue sempre; nosso casamento acabou, a perseguição continua. Marcelo: só tristeza! Hoje você estaria completando cinco anos, sinto como se você não tivesse partido; depois, a realidade ... Marcelo: só tristeza! Do fundo do negro poço em que estou há três anos parei para refletir e tomei a iniciativa de escrever esta cartinha; que não terei coragem de mostrar a ninguém. E me pergunto: por que, Marcelo, só tristeza? Assistindo a um filme sobre a importância do uso do cinto de segurança, encontrei a resposta. Eu e Maria nunca usávamos o cinto de segurança! O mesmo cinto que veio no carro quando o tiramos novinho na concessionária! O mesmo cinto que todos dizem ser CARETICE usar. O mesmo cinto que poderia ter salvado sua vida; pois a minha você salvou! De uma só coisa tenho certeza: se Maria e eu tivéssemos com o cinto de segurança; você, Marcelo, que hoje é só tristeza, ainda seria o Marcelo, só alegria. Marcelo. Marcelo, Marcelo, sua vida por um cinto! Você poderia estar na cadeirinha, no banco de trás, meu filho. Papai poderia estar usando cinto de segurança. Marcelo, hoje seria só alegria! Vou parar de escrever para não enlouquecer. Finalizo: Pelo amor de DEUS me perdoe filho. Pelo amor de DEUS me perdoe Maria. Pelo amor de DEUS USEM TODOS O CINTO DE SEGURANÇA E COLOQUEM AS CRIANÇAS NO BANCO TRASEIRO E NA CADEIRINHA APROPRIADA. Não deixe que sua vida se torne SÓ TRISTEZA, como a minha.” Um pai. Texto de autor desconhecido. Texto extraído do livro: NÃO SE ENVOLVA EM ACIDENTES DE TRÂNSITO